Lilypie - Kids Birthday

Lilypie - Fourth Birthday

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Já comecei


           Em modo preparação para o aniversário da minha princesa é deste Domingo a 8 dias está quase.
           Vai ser uma festinha familiar mas tenho de a personalizar a gosto da minha pequena lady.

Andamos muito desatualizados


              Hoje na escola do Bernardo o 3º e 4º ano têm de levar os monstros para o concurso de Halloween na disciplina de inglês.
               Ao deixar os meninos na escola, instalou-se  azafama  de quererem mostrar uns aos outros os seus monstros reparei que  eram todos reciclados com latas, garrafas depois pintados, alguns bem giros por sinal.
                Lá em casa o pai fez a tradicional abóbora afinal é o símbolo de Halloween mas pelos vistos isso para o Halloween dos tempos modernos já passou á historia e o monstro do meu filho vai parecer um pouco antiquado no meio de tanta lata , fios ,botões, até panos costurados para fazer vampiros. Estava mais adequado para um concurso de abóboras :)
               É o que leva o meu filho e o que importa é participar .
 

     

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

As relações entre irmãos


             Vejo irmãos amigos, companheiros, verdadeiros confidentes que não passam um sem o outro mas também vejo irmãos invejosos , competitivos e rivais.
              Sempre achei que uma relação de irmãos era sinonimo de amizade verdadeira para a vida, seria pessoa que iria querer sempre o nosso bem e ficaria feliz  sempre que algo de bom acontecesse mas já presenciei cenas contrarias o que me levou a descrer que seja sempre assim pois sei  que não o é, existem irmãos que vivem verdadeiras competições na vida e é triste sobretudo para quem os criou ou será que a base de casa trazia uma pepita dessa forma de ser, pois isso já não sei.
                Eu como sou filha de mãe solteira e tenho uma irmã de parte de mãe ,sendo eu criada com a minha avó, e quando casei a minha irmã tinha 13 anos, existem vários fatores do ponto familiar que me levaram muitas das vezes a sentir-me como filha única pois não sendo filha do casamento da minha mãe da qual ela tinha uma filha  e sendo eu criada com avó fez-me sentir que era apenas eu ,mas gosto dela e desejo-lhe tudo de bom que há no mundo fico feliz quando algo de bom lhe acontece não quero que passe por nada de mal ,não fomos criadas juntas como irmãs daí admitir que não sei muito bem o que significa essa ligação daqueles ditos irmãos criados juntos que se tornam os melhores amigos ou os maiores rivais.
                Lá em casa tenho a água e o vinho dois filhos muito distintos de personalidade completamente diferentes, ele adora a irmã apesar de se zangar pois tem de ser quase sempre ele a ceder aos seus caprichos, tem um sentido de proteção por ela enorme o que me deixa muito feliz apenas as vezes temos ali alguns ciúmes.
                Já ela não vê mais nada á frente o mano é o seu mais que tudo ,o mais lindo e perfeito ser humano aos olhos da minha pequena lady o que é fascinante assistir a tamanha paixão que tem pelo seu irmão .
                  Agora enquanto pequenos vive-se assim :   






            Espero que a vida o permita que sejam sempre amigos e unidos, apesar de um dia seguirem cada um com as suas vidas o melhor que ambos podiam fazer por mim era quererem o melhor sempre um para o outro, serem bons amigos tal como hoje é.

terça-feira, 27 de outubro de 2015

TAG - Conhecendo Novos Blogs!

            
         Fico muito feliz por ser uma das escolhidas para receber esta tag da Alexandra G muito obrigada.
          
           Esta Tag  consiste em :
 
          1 – Responder às perguntas realizadas por quem te nomeou;
          2 – Podem criar 10 perguntas diferentes ou apenas algumas ou usar as mesmas;
          3 – Marcar 3 a 10 pessoas para responderem a essas perguntas e, claro, avisar da nomeação.
 
                   Então vamos lá
 
 
         1. Qual o "porquê" do teu blog?
 
          Já seguia alguns blogs em silencio, estava grávida da minha filha e depois da licença de maternidade ter acabado e eu ter voltado ao trabalho decidi aventurar-me em criar um blog pois era mãe pela 2ª vez e a experiência estava a ser muito diferente do que tinha imaginado foi quase como um refugio.

       02. Qual a melhor revelação que o teu blog te fez?

        Saber que existem pessoas com a qual me identifico bastante mesmo não conhecendo pessoalmente :)

     03. O que fazes para trazer novos conteúdos para o blog?

         Absolutamente nada, escrevo sobre o meu quotidiano o que me vem á cabeça para o lado que estou virada ,o que me preocupa ou me irrita escrevo sobre o que gosto e não gosto apenas falo sobre mim e o que me rodeia.

     04. O que gostarias de alcançar com o teu blog?

          Claro que gosto que o visitem fico feliz por isso apenas isso .

     05. O que te leva a seguir um blog/página?

          Ou tenho de achar que tem algo em comum comigo, ou acho admirável não sigo por seguir.

   06. Gostas mais de escrever ou de ser lida?

         Adoro escrever mas claro que é bom saber que existe quem goste de ler o que escrevemos.

       07. Qual foi a maior surpresa (boa ou má) que a vida adulta te trouxe?
 
      A pior foi a morte da minha avó quem me criou, a melhor foi descobrir 3 meses depois que estava grávida do maior presente da vida.

       08. Qual é a tua maior paixão na vida?

      Vai soar a cliché mas sem sombra de dúvida que são os meus filhos :)

       09. Qual o hábito diário do qual não prescindes?

        O pequeno almoço lol .

        10. Se pudesses viajar no tempo, escolhias ir para o passado ou para o futuro? Porquê?

       Ao passado sem dúvida queria ver novamente aminha avó e abraça-la nem que fosse por 1 segundo, o futuro é hoje. 


            Vou usar as mesmas perguntas e peço desculpa fazer batota quem quiser responder á Tag faço gosto.

Admiro quem pensa como Carolina Patrocinio

 
                        Comprei a Lux Woman do mês de Novembro ,ontem na hora de almoço consegui ler a entrevista da Carolina Patrocínio,simplismente adorei ler a forma como ela vê a vida e a maneira prática com que tenta leva-la sem dramas, é muito bom.
                        Embora tenha adorado o que disse e a forma como encara o seu dia a dia como mãe ,mulher e esposa tenho de me lembrar que Carolina não tem uma vida comum como a maioria das mortais como eu , embora a sua forma de estar na vida seja bastante inspiradora e admiro-a por isso mas quem trabalha das 08h as 18h e ainda tem comida por fazer filhos para dar banho, ainda ter de arrumar a cozinha depois de conseguir deitar a miúda que não quer dormir, para depois  estender a roupa e ainda passar a ferro até as 00h00,deitar-nos depois dessa hora e no dia a seguir estar a pé as 06:30 com a maratona matinal de quem tem filhos e precisa de não chegar atrasada ao trabalho ,não acredito que com uma rotina destas conseguisse ver a vida daquela forma encantadora e inspiradora como descreve.
                       Mesmo assim concordo tanto quando diz que ser mãe não devia ser nenhum drama pois dramatizamos tanto,quando diz que temos uma vida além dos filhos e não devíamos deixar de fazer as coisas que gostamos ,não temos de abrir mão disso,gostei de saber que dá uma prioridade enorme ao marido pois tem imensa razão quando diz que as filhas vão crescer ter a vida delas e eles estarão os dois,deixa a menina para fazerem programas a dois o que eu acho lindamente e nós mães deveríamos fazer o mesmo para o nosso bem como casal e não sentir a chamada "culpa " como Carolina diz que não sente.
                         Parabéns á Carolina pela 2ª gravidez adorei saber um pouco da sua rotina de facto é inspiradora em todos os sentidos,admiro quem pensa e pode ter uma vida idêntica.   
                        Eu gostava e  muito poder levar assim a vida mas não posso não consigo já nem é só o querer, a vida que tenho é que é completamente diferente.
 

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Tento lembrar


              Por vezes temos o dom da insatisfação, nunca estamos satisfeitos mesmo quando parece que tudo está a correr bem existe um pequeno defeito por vezes (inexistente) que iremos ver.
              É típico de quem normalmente tem tudo para estar bem porque quem não tem, não é tão exigente assim .
             Quando algo nos corre menos bem não vale a pena  sequer perdermos tempo com o pensamento no que não está bem ,e sim em focar-nos no lado bom no que temos de bom, e o que podemos melhorar para  nos sentirmos melhor ,o que não está de acordo com a nossa ideia é aceitar e pensar positivo não dar tanta importância.
           A nossa maneira de pensar gere a nossa vida daí esta frase da imagem fazer tanto sentido. 
     

sábado, 24 de outubro de 2015

O meu fim de semana podia ser bem melhor com ...

ZARA 139,00 €
 
ZARA 79,95 €
                                                        
                                                                                                                 ZARA 59,95 €

Aldo

          Apesar de recorrer muitas vezes aos saltos baixos e ténis, também gosto de usar tacão e estes modelos estão em falta lá em casa ,faziam-me tanto jeito até já sabia o que levar amanhã á missa.        
           Há pois é ! Como é o ano da comunhão do meu filho a catequese é ao Domingo de manhã nem esse dia tenho para dormir mais um bocadinho e depois temos de ir á missa para dar o exemplo.
 
            Bom fim de semana !